sábado, 10 de março de 2012

Extinguiu-se

Antes minha alegria era como um dom. Antes, bem antes. Hoje ela é apenas uma distante lembrança. Decepções, promessas, ilusões e um coração partido foram necessários pra extingui-la pra longe.

Doces encontros

Reproduzo cenas com você em minha mente a todo instante. Nelas nos encontramos na rua, no ônibus, em uma fila, antes de atravessar o sinal, em qualquer canto. Nos olhamos e naquele instante percebemos que nunca poderíamos viver separados, nos beijamos e nosso mundo está de volta em segundos, assim como antes. O tão esperado final feliz é apenas a consequência. Pena que são apenas cenas reproduzidas. Porém, são elas que me mantém ainda de pé, mesmo depois desse tempo. A esperança é a última que morre, não é isso que dizem por aí?

sexta-feira, 9 de março de 2012

Pouco Me Importa.


Empacote seus problemas em sua velha mochila e enterre-os debaixo do mar. Pouco me importa o que as pessoas possam dizer. O que as pessoas possam dizer sobre mim. Empacote seus problemas, traga de volta seu velho sorriso.
Não se preocupe com a cavalaria. Eu não me importo com o que dizem os sussurros porque eles sussurram alto demais para mim.


- Pack Up, Eliza Doolittle.

terça-feira, 6 de março de 2012

Enquanto Durmo...

A única forma de te sentir novamente é enquanto durmo. Somente lá tenho todo aquele mundo que parecia nunca terminar de volta. Tudo que era tão íntimo, rotineiro, tudo que parecia ser só nosso. Seu cheiro, seus sorrisos, seus abraços apertados, suas piadas sem graça...você. Que minha vida seja uma eternidade de sono.

Alma Cortada.

De repente o vento frio da noite fez meus cabelos chicotearam o rosto lembrando que a dor estava viva e percorria cada milímetro do meu corpo, como uma lâmina feria minha alma e a cada corte ficava claro que a saudade resistia em me abandonar.

domingo, 4 de março de 2012

Novo horário.


Fui despertado por aquela sensação esquisita, de vazio, de falta...com o olhar no teto, depois de alguns segundos, logo reconheci que era aquela dor que sempre me acompanhava. Agarrei o travesseiro com força. Dessa vez ela apareceu pela manhã, normalmente aparecia durante a noite e como de costume me envolveu completamente. Meu peito, vermelho e cheio de arranhões ardia, o burraco nele continuava a doer, mesmo depois de tanto tempo. Lágrimas se formaram em meus olhos, com um esforço dos Deuses evitei que rolassem em meu rosto. As lembranças acompanharam a dança confusa de sentimentos em minha cabeça. Exausto, levantei escovei os dentes e segui com mais um dia de ausência.


Pra você.


Você diz que o ama, mas a todo momento dúvidas e inseguranças surgem sem mais nem menos. Você acha que ele te completa, mas vez ou outra você se pega pensando em algo que falta. Percebe que apesar da "alegria" que sente ao lado dele, sabe que não é felicidade, aquela felicidade pura sem preocupações. Amar é se sentir seguro. É saber que apesar de tudo você pode contar com aquela pessoa. É pensar naquela pessoa e sentir as tais borboletas se remexendo no estômago. É nunca pensar, nem meia vez, em ofender aquela pessoa, quanto mais tratar com frieza. É saber encontar um meio termo em relação aos sentimentos. 
Você viveu, vive e ainda insiste em viver uma ilusão, se usa como desculpa tentando maquiar as dúvidas em sua cabeça. A companhia pode ser agradável mas será que você aguentaria passar 24 horas ao lado dele? O você sente por ele não é amor, é só uma forma diferente de gostar. Mais cedo ou mais tarde você vai perceber e vai se dar conta que, às vezes, esperar é a melhor forma de encontrar algumas respostas. 


sábado, 3 de março de 2012

Falta.





Sinto falta da sua respiração em meu pescoço, do seu hálito fresco e de você sussurrando Eu Te Amo pela manhã.